Fortuna estimada: U$ 5 milhões
Salário: U$ 1.569.000 por ano
Ocupação: lutador de MMA
Altura: 1,83m

Vitor Vieira Belfort nasceu no Rio de Janeiro no dia 1º de abril de 1977. Sempre interessado por esporte, Vitor jogou futebol nas categorias de base do Clube Flamengo e fez dupla de defesa com o jogador Juan, que jogou duas Copas do Mundo pela Seleção Brasileira. Aos 12 anos Vitor encontrou sua verdadeira vocação, a luta. Começou no jiu-jitsu e logo passou a ser treinado pela lenda Carlson Gracie.

Vitor foi um fenômeno precoce: com 19 anos ele viajou para os Estados Unidos para fazer sua estréia no MMA, que na época ainda era um esporte marginalizado, bem mais brutal e longe dos holofotes da mídia tradicional como é hoje. Sua primeira luta oficial foi em um evento no Havaí, o Superbrawl, onde ele nocauteou o americano Jon Hess em apenas 12 segundos. Detalhe: Hess era oito anos mais velho, 45 kg mais pesado e tinha uma vantagem de 18 cm na envergadura.

Em 1997, Belfort foi chamado para lutar no UFC e derrotou os americanos Tra Telligman e Scott Ferrozzo, se tornando aos 19 anos o vencedor mais jovem da história do Ultimate, recorde mantido até hoje. A partir daí começou a ser chamado “The Phenom”. Aos 20 anos, teve a chance de disputar o recém-criado cinturão dos pesos pesados contra o mito Randy Couture – perdeu por nocaute técnico no 1º round, sua primeira derrota oficial. No ano seguinte, na primeira edição do UFC no Brasil, ele venceu Wanderlei Silva de forma arrasadora, nocauteando o rival em 44 segundos. Foi a despedida de Vitor, que depois foi para o Japão para lutar pelo Pride, onde alcançou quatro vitórias seguidas entre 2000 e 2001.

Em 2004, Vitor se envolveu com doping, em exames feitos após sua derrota para Dan Henderson no Pride, ele testou positivo para níveis elevados de testosterona. Em sua defesa, ele alegou que o hormônio foi resultado de injeções para se recuperar de uma lesão no joelho, mas acabou suspenso por nove meses e multado em 10 mil dólares.De volta aos combates em abril de 2007, Belfort venceu quatro lutas seguidas, foi chamado de volta ao UFC e reestreou nocauteando o ex-campeão Rick Franklin nos pesos médios.

Em 2011, foi um dos treinadores da primeira edição brasileira do The Ultimate Fighter, reality show do UFC que premia os melhores lutadores com contratos com a organização. Aos 36 anos Vitor ainda lutando explosivamente, nocauteou Michael Bisping, Luke Rockhold e Dan Henderson. Com a polêmica do TRT, um tratamento de reposição de testosterona, que foi visto como “injusto” por alguns de seus adversários, por dar ao brasileiro uma vantagem física desproporcional. A Comissão Atlética de Nevada resolveu banir o TRT antes de uma luta pelo título dos médios contra Chris Weidman, fazendo Belfort desistir do combate.

Siga o painel Vitor Belfort de Super no Pinterest.

Fontes: The Richest, Celebrity Net Worth, Esportes Terra
Imagem: radiomania.com.br

 

Angélica Costa
Salário de Adriana EstevesFortuna de LeBron James
Deixe uma resposta